Notícias

Higiene no salão de beleza: conheça quais são as regras da ANVISA

Publicado em 21 de agosto de 2019

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) é o órgão que cria e fiscaliza normas de higiene e segurança dentro dos estabelecimentos. Quem tem um salão de beleza precisa estar atento a todas essas normas para que o espaço possa funcionar adequadamente.

Quem não se preocupa com a higiene no salão de beleza e não segue as normas da ANVISA coloca a saúde dos funcionários e dos clientes em risco, já que, por meio dos procedimentos, é possível propagar o contágio de doenças, como HIV, hepatite, micoses e outras patologias.

Quer saber quais são as regras para manter a higiene no salão de beleza? Então, continue acompanhando este post!

Regras gerais do espaço

A ANVISA determina uma série de regras que um salão de beleza deve seguir, dividindo cada uma delas por procedimento, profissional ou, até mesmo, para o ambiente em geral.

Vamos ver algumas regras que devem ser aplicadas a todo salão, independentemente do procedimento a ser realizado:

  • o salão deve estar regularizado pela Anvisa;
  • o espaço precisa ser separado da residência;
  • deve existir um lugar próprio para lavagem de material;
  • o lugar deve estar sempre limpo e organizado;
  • o estabelecimento deve ter ventilação e circulação de ar;
  • cadeiras, colchões e macas devem ser revestidos de material impermeável e apresentar bom estado de conservação.

Regras para cabeleireiros

Para os cabeleireiros, existem algumas regras que devem ser seguidas para preservar a saúde do profissional e do cliente e realizar todos os procedimentos com a maior segurança possível. Conheça o que pode ser feito por quem desempenha essa função:

  • o cabeleireiro que identifica qualquer alteração no couro cabeludo ou pele do cliente deve orientá-lo a procurar um médico;
  • não se deve utilizar produtos químicos, como tinturas ou alisamentos, em pessoas que tenham alguma lesão no couro cabeludo;
  • alguns materiais, como pentes, escovas e bobies, devem ser higienizados a cada cliente;
  • deve-se usar toalhas limpas e individuais para cada cliente.

Regras para depiladoras

É muito comum encontrar estabelecimentos que não cumprem todas as regras quando o assunto é depilação. Existem milhares de lugares que reaproveitam cera e palitos que deveriam ser descartados. Saiba quais são as regras reguladoras para essa profissional:

  • o procedimento deve ser realizado em um local adequado e com privacidade;
  • não se deve realizar a depilação em pessoas que apresentam lesões na pele;
  • as ceras devem ser de uso individual e precisam ser descartadas após o uso;
  • as espátulas utilizadas para aplicação de cera devem ser laváveis ou descartáveis;
  • a maca utilizada deve ter superfície lisa e lavável;
  • deve ser usado um lençol de papel na maca e ele deve ser trocado a cada cliente;
  • deve haver uma mesa auxiliar, de superfície lisa ou lavável, para apoiar os produtos;
  • deve-se lavar as mãos antes e depois de atender cada cliente;
  • deve-se utilizar pinça descartável ou esterilizada;
  • deve-se utilizar cera de depilação com rótulo e identificação, procedência, validade e número de registro na ANVISA.

Regras para manicures e pedicures

A manicure é uma das profissionais que mais precisam ter cuidado dentro de um salão, já que ela pode entrar em contato com sangue e abrir a porta para milhares de fungos e bactérias, o que coloca a saúde de todos em risco. Confira as regras que essa profissional deve seguir, segundo a ANVISA:

  • essa atividade deve ser realizada por profissionais capacitados;
  • a rotina de esterilização dos materiais usados em procedimentos invasivos deve ser seguida diariamente;
  • para realizar procedimentos de podologia, o salão deve disponibilizar um espaço exclusivo;
  • bisturis, navalhas e agulhas devem ser descartados e nunca reutilizados;
  • todos os materiais esterilizados devem ser embalados individualmente, com data de validade e data da esterilização;
  • o profissional deve usar todos os equipamentos de proteção individual, como luvas e jaleco;
  • antes de iniciar os procedimentos, a pele do cliente deve ser higienizada e é necessário aplicar antisséptico.

Regras gerais de segurança

Para garantir que todos os profissionais estão cientes do passo a passo de suas atividades, é obrigatório que todo estabelecimento disponibilize um Manual de Rotinas e Procedimentos.

Esse manual é um roteiro que descreve cada serviço prestado, dando recomendações para cada atividade executada, abordando as rotinas de trabalho, cuidados com as ferramentas utilizadas no dia a dia e orientações de como realizar a higienização.

Regras gerais para EPIs

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) são “dispositivos de uso individual, destinados a proteger a saúde e a integridade física do trabalhador no local de trabalho”, segundo o Ministério do Trabalho.

Isso quer dizer que qualquer ambiente de trabalho que oferece algum risco para o profissional deve exigir o uso dos EPIs. Dentro de um salão de beleza, existem equipamentos de proteção específicos. Vamos conhecer cada um deles.

Proteção para a cabeça

A região da cabeça deve ser protegida principalmente por óculos e máscaras. Os óculos preservam os olhos quando é necessário manipular produtos químicos, como tinturas e alisamentos.

As máscaras também são usadas para proteger o nariz da possível inalação de gases liberados na manipulação de produtos químicos, que podem causar problemas graves no trato respiratório, como feridas, edemas e, até mesmo, câncer pulmonar.

Proteção para os membros superiores

Para a proteção dos membros superiores, podemos contar com luvas e aventais. As luvas servem para proteger o corpo quando há contato com fluidos corporais de outra pessoa, como sangue.

Elas também servem para proteger o profissional de produtos químicos. Os aventais devem ser impermeáveis e resistentes para proteger o corpo de respingos de produtos químicos.

Proteção para membros inferiores

Já existem ótimas opções em calçados de segurança para proteger os membros inferiores e, é preciso que o profissional que trabalha em salões de beleza opte por usar sapatos fechados em sua rotina. Isso evita que possa respingar qualquer tipo de substância nociva nos pés.

Agora que você já conhece as principais regras da ANVISA para manter a higiene no salão de beleza, é hora de verificar se tudo está sendo cumprido direitinho no seu espaço. Além de ser uma questão de saúde, seguir as regras é estar de acordo com a lei. Vale lembrar também que cada estado do país desenvolve normas que podem variar de um lugar para outro. Então, consulte o que está vigente na área onde você trabalha!

E que tal deixar todos os seus amigos, parceiros e colaboradores bem informados com este post? Compartilhe-o em suas redes sociais!